Contrapor discursos autoritários para fortalecer a democracia: desafios para o período eleitoral brasileiro

maio 2, 2022

Scroll

O Laboratório de Democracia da Purpose Brasil vai atuar na construção de narrativas de soluções democráticas como forma de contrapor os discursos autoritários incorporados na luta anticorrupção. 

Nos últimos anos, a política brasileira entrou em descrédito e a corrupção é apontada como a principal causa da precariedade da democracia no país. 

Um dos temas centrais na opinião pública, o discurso anticorrupção foi capturado por uma lógica autoritária, reforçando as visões punitivistas, moralistas e antipolítica como saídas para esse problema. Essas visões, que intensificam a ideia moral de bem e mal, de punição e cadeia, não atacam a raiz do problema da corrupção e tampouco propiciam um olhar sistêmico para essa agenda. 

Longe de ser só palavras, esse tipo de discurso também se traduziu em práticas de desmonte da estrutura anticorrupção no Brasil durante o governo de Jair Bolsonaro, levando o país a cair em rankings internacionais de percepção da corrupção. Na escalada autoritária, também vimos os retrocessos no acesso à informação, transparência pública e na participação social e redução do espaço cívico, além do aumento da violência a jornalistas

As práticas de participação social, transparência, acesso à informação, promoção da integridade e das estruturas de controle social são fundamentais tanto para o enfrentamento da corrupção quanto para o aprofundamento da democracia. Apesar de essencial, essa agenda ainda não se apresentou como principal saída e suas narrativas ainda não se mostraram capazes de contrapor o discurso autoritário que emergiu e se solidificou nos anos recentes. 

Neste ano, o Brasil irá vivenciar um dos momentos mais importantes da sua história: a eleição presidencial que será o ponto de inflexão entre o agravamento da erosão da democracia no país ou o seu fortalecimento. Essa janela tem se apresentado como uma grande oportunidade de debater os rumos da política nacional – e a corrupção certamente aparecerá como um dos pilares de discussão. Por isso, é preciso recuperar a essência democrática dessa bandeira.  

O que queremos: fortalecer as vozes democráticas 

Frente a esse cenário, o Laboratório de Democracia da Purpose vai atuar com a agenda anticorrupção e buscará apoiar as vozes democráticas na difusão de narrativas de soluções efetivas para esse problema. Organizações especializadas no assunto, coletivos de comunicação e influenciadores são vozes fundamentais para validar e difundir narrativas de soluções nesse contexto e queremos construir em conjunto com elas.  

Como faremos: 

O ecoar dessas vozes durante o ano de 2022 será feito por meio de: 

  • Construção de narrativas e mensagens de soluções democráticas: um mergulho em estudos e pesquisas sobre como se fala e quem fala sobre corrupção hoje. Queremos construir um Guia de narrativas de soluções que possa apoiar as estratégias de comunicação e engajamento do ecossistema de organizações.

  • Fortalecimento das capacidades de comunicação e engajamento do ecossistema democrático: com processos formativos de apoio à estratégia de comunicação e engajamento de organizações da sociedade civil. O intuito é difundir o uso do Guia e de estratégias para disputar a narrativa anticorrupção, especialmente dentro do período eleitoral. 
  • Campanhas para audiências estratégicas que busquem ocupar os espaços de sociabilidade e construir pontes de diálogo: além de apoiar o ecossistema das organizações, queremos que essas mensagens alcancem as pessoas. Dois públicos são prioritários para o Lab de Democracia: jovens, especialmente os gamers; e públicos de fé, especialmente evangélicos. 

Construir novos imaginários sociais que prezem pelo respeito à divergência é um longo caminho a ser trilhado, mas de fundamental importância para tecer laços de confiança e mudança política. Acreditamos, porém, que o primeiro passo para isso é construir ações coletivas com capacidades de transformar a forma como comunicamos sobre corrupção. É desse modo que contribuímos para fortalecer a nossa democracia. 


Laila Bellix Estrategista Sênior
Lígia Oliveira Campaigner
Choose Both: A Digital Guide
for Equity & Evidence